quarta-feira, 15 de junho de 2011

Before I die



Sabe como as dificuldades e as limitações do cotidiano nos fazem esquecer a beleza de estar vivo? Pois é, eu mesma, hoje, enfrentei esse misto de revolta e indignação por causa da beleza que é o transporte público no Recife (ok, a verdade é que isso vem se repetindo bastante porque os contratempos são muitos, mas enfim...).

É, eu sei, hoje pode ser considerado um caso à parte já que os motoristas estão fazendo uma greve de alerta de 24 horas. Se fosse apenas isso, tudo bem. Mas e todos os outros dias do ano? Pagamos por um serviço péssimo que engloba até mesmo a maneira como ônibus e passageiros são “conduzidos”. Eu poderia listar os muitos problemas desse setor, mas o post de hoje também não é sobre isso.

A questão é que apesar de tudo, sempre podemos contar com alguma manifestação para nos lembrar de que ainda há coisas pelas quais vale a pena sorrir. A companhia de alguém especial, uma conversa, um momento, uma cor, um cheiro... a arte. Filmes e músicas têm esse poder sobre mim.

Hoje me deparei com outra manifestação que pretende relembrar às pessoas sobre seus sonhos e desejos, além de apontar que nossos vizinhos e desconhecidos também nutrem seus próprios sonhos e desejos. Às vezes, é fácil esquecer dos outros, não é?

Pois bem, esse ano, a artista e planejadora urbana, Candy Chang, realizou uma intervenção em Nova Orleans (EUA) por meio de um mural instalado em uma casa abandonada. Uma das laterais do imóvel foi coberta a fim de torná-la um painel preto no qual se lia repetidas vezes a frase “Antes de morrer eu quero...” seguida de um espaço em branco a ser completado com giz pelos transeuntes interessados em participar da ação.

Quando o quadro é completado, ele é apagado para que o processo seja reiniciado. Entretanto, cada etapa é registrada e, conseqüentemente, todas as mensagens também. O próximo passo é realizar um livro baseado na iniciativa que conterá uma parte das mensagens registradas.

Uma bela maneira de voltar o pensamento para o seu eu mais íntimo sem esquecer aqueles que o rodeiam. Além disso, uma forma interessante de revitalizar lugares esquecidos e mal cuidados. Embeleza a alma e a cidade.

Aqui você pode ler mais sobre o projeto.

Um comentário:

Amanda Lemos disse...

Gostei bastante do Blog.
Muito interessante !

É bom ver a cada dia que passa mais originalidade nessa "blogosfera". :)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;
http://bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já !