quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Oi?


Estava eu no trabalho e esse telespectador liga para tirar uma dúvida a respeito de um quadro.

Gostaria de deixar claro aqui que o quadro em questão é exibido diariamente – mais precisamente de segunda à sexta-feira – em um programa de televisão. Vou repetir: televisão. Ficou claro? Então sigamos em frente no compasso da humanidade.

Eu: Boa tarde!

Ele: Eu queria saber se para se inscrever no quadro novo a inscrição é na Tv ou na rádio?

-> Parênteses: essa empresa tem uma emissora de TV e uma de rádio localizadas no mesmo edifício. Até aí, tudo bem.

Eu: Ok. Que quadro senhor? (Afinal poderia estar realmente relacionado à rádio...)

Ele: O quadro tal do programa tal.

Ok, é aqui que a coisa fica interessante porque, bom, se o quadro no qual o moço quer se inscrever é de TV e, sim, ele viu na TV onde mais poderia ser a inscrição? Por que ele iria a uma emissora de rádio, por quê?

Sério, só comigo mesmo. Vocês lembram do caso do rapaz que não sabia o próprio nome? Então...

Agora? Pato Fu.

Um comentário:

Rebeca Postigo disse...

Existe cada figura nesse mundo!!!

Bjs