segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Os Fantasmas de Scrooge (A Christmas Carol)


Os Fantasmas de Scrooge (A Christmas Carol)
EUA/ 2009/ 96 min
Direção e Roteiro: Robert Zemeckis
Elenco: Jim Carrey, Gary Oldman, Colin Firth.

Baseado na obra Um Conto de Natal de Charles Dickens, Os Fantasmas de Scrooge é uma das mais de 20 adaptações do texto para o cinema. Aqui, Robert Zemeckis tenta contar a mesma história com uma roupagem diferente, apoiando-se em uma tecnologia ainda nova, o 3D com captura de movimento.
Técnica na qual o diretor aparenta caminhar para a especialização uma vez que, antes desse, utilizou o mesmo estilo em O Expresso Polar (2004 com Tom Hanks) e A Lenda de Beowulf (2007 com Angelina Jolie).
Aqui o ator utiliza um macacão munido de sensores que capturam os seus movimentos sem o apoio do real. Ou seja, ele realiza a sua performance para que, posteriormente, tudo seja construído. Os cenários, objetos e também a roupagem do personagem.
O resultado de Scrooge não é uma animação comum. Tudo apresenta um tom realista que impressiona. Os personagens são palpáveis, assim como os cenários. Em compensação, essa modalidade ainda não está completamente desenvolvida ou fluida como o 3D comum, por exemplo. Aqui, os traços e movimentos ainda se mostram duros. Embora o avanço de um filme para outro seja gritante. Caso fácil de se constatar de O Expresso Polar para esse, por exemplo.
A trama é a velha conhecida do público: Scrooge, um homem rico, mal humorado e avarento, recebe a visita do fantasma do seu sócio que pretente alertá-lo sobre a maneira como ele vive. Para que isso aconteça, Scrooge será visitado por três fantasmas: um do natal passado, outro do natal presente e um terceiro do natal futuro.
O que chama a atenção é o fato de o filme ter sido lançado tão antes do natal, talvez tivesse sido mais interessante realizar a estréia mais próximo das festas natalinas.
Além da roupagem diferenciada o longa conta com apresença de Jim Carrey como sete personnagens diferentes e, como de costume, o seu trabalho impressiona. Gary Oldman e Colin Firth também estão no elenco.
Embora se trate de um filme sobre redenção e renovação da Disney com a presença de Jim Carrey e realizado em animação, Os Fantasmas de Scooge está longe de ser um desenho animado feliz. O longa carrega na semelhança com o real e se apoia no sombrio sendo, por vezes, assustador. Além disso, aposta em cores escuras que contribuem para isso. As feições dos personagens e dos fantasmas também dão uma força ao clima. E, por fim, a atmosfera fantasmagórica é bem explorada.
A técnica e o visual chamam a atenção, mas são utilizados em função do roteiro e para desviar a atenção dele. Um filme interessante. Em especial para os adultos.

4 comentários:

Nick disse...

ah vá! esse velhinho mereceu aqueles sustos!
hahahhaha

faltou dizer que a versão dublada eh uma m.... diferente das animações em geral.

:*

Reflexo d Alma disse...

Eii!
Adorei.
Bjins entre sonhos e delírios

ONG ALERTA disse...

Pena que muitas pessoas não conseguem se dar conta que fazem tantas bobagens com suas vidas, mas quem sabe irão pensar...paz.

Canto da Boca disse...

Transformar, Misturar ou Triturar: Liquidificar!

Eu queria mais tempo para ver mais filmes...

;)