terça-feira, 10 de novembro de 2009

Das Prateleiras

Minha visita à livraria Imperatriz do Shopping Plaza essa semana rendeu frutos. Nova aquisição: A Fantástica Fábrica de Chocolates (Roald Dahl). E, durante os momentos passados entre as letras e as prateleiras de lá, dois livros:


1.Rita e o Treco (Jean-Philippe e Arrou-Vincond Tallec). Obra infantil que não surpreende. O livro conta a história de Rita no dia do seu aniversário com os seus presentes. O texto não se aprofunda e não oferece entrelinhas, metáforas ou mesmo uma moral. O encanto da edição fica mesmo a cargo da ilustração simples e bela que dá brilho ao título.
Engraçado como há sempre algo de encantador nas histórias infantis. Nesse caso mais os traços do que as letras.










2.A Arte de Virar a Página (Texto: Adriana Falcão. Imagens de Leonardo Miranda). Livro-álbum da autora de A Máquina reflete sobre o cotidiano de uma mulher e a aventura de dar conta de tudo ao mesmo tempo. A necessidade de ser muitas, mas também de relaxar para enfrentar os percalços da vida. Tudo narrado com poucas frases e ilustrado por fotografias interessantes a cada página. Algumas se destacam mais do que as outras. Não chega a ser realmente interessante e deixa um gostinho de auto-ajuda, mas passa o tempo. Na verdade funciona muito bem na sua proposta. A verdade é que eu não sou uma grande fã desse estilo (livro-álbum).

* Ajudinha dos que estão de passagem: preciso ler mais livros infantis para entender melhor esse universo e me aprofundar nas minhas pesquisas livres de admiradora do estilo, portanto quem puder deixar dicas e sugestões, por favor, sintam-se à vontade. Podem ser títulos específicos ou mesmo autores.

Agora? A trilha sonora de My Blueberry Nights (é, mais uma vez. Linda!).

2 comentários:

JÚLIA disse...

Legallll!
tem postagem nova!
beijo

Flavih Jones disse...

Huum..
Vou já leu as crônicas de nárnia.
É estilo infantil, mas serve pra adulto.

Eu li e adorei.

Beijo