terça-feira, 17 de abril de 2012

Do recordar

Retornou ao antigo baú de recordações. Às palavras escritas e, por vezes, esquecidas. Às fotografias desbotadas, aos arcaicos CDs abandonados. Fez uma visita ao ontem na esperança de, quem sabe, voltar a ser o que foi. Olhava para traz com um gosto agridoce na ponta da língua. A saudade doce do que já foi e da expectativa que já não existia e também com o amargo do que não mais lhe servia.


Abriu o baú com mãos trêmulas e com o corpo cansado. Deixou-se levar pela mão.

Agora? Little Joy.

2 comentários:

Diu Mota disse...

Mais vale a coragem das mãos...
Bom voltar aqui.
inté

Luana disse...

Belo texto.
Olhar para o passado para matar a saudade, para ver o quanto mudamos, ou o quanto poderíamos ter mudado... É sempre bom, mas as vezes, raras vezes, da um gostinho de fracasso.

Bjs