quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Pequenas surpresas


Minha expectativa, seja ela positiva ou negativa, sempre influencia a maneira como percebo e sinto um determinado filme.

Se espero que a obra seja péssima, há uma boa chance de que eu seja mais tolerante, uma vez que qualquer ponto a mais fará a diferença. Já se eu esperar que o filme em questão seja incrível, aí o quadro é mais difícil porque a imaginação, mesmo quando não se tem uma imagem completamente elaborada, sempre ganha da materialização. Um pouco como acontece com os filmes de suspense, sabe? Quando os monstros (ou a causa do medo, seja ela qual for) são apenas sugeridos é bem mais assustador do que vê-los literalmente (a exemplo de Sinais).

Em compensação, assistir à um filme com zero de expectativa é bem mais difícil, afinal sempre vemos, lemos ou ouvimos falar alguma coisa. Realmente é bem mais difícil, mas não impossível. Eventualmente tenho experiências assim, ontem foi uma delas.

O filme em questão é Adam. Um amigo me havia emprestado um DVD, aliás, alguns DVDs com uma série de filmes. Aos poucos estou colocando tudo em dia.

Não vou fazer uma resenha crítica aqui, são apenas divagações.

Eu não conhecia o filme e, para falar bem a verdade, nunca tinha ouvido falar nele. Qual foi a minha surpresa ao me deparar com um longa tão fofo. Eu sei, péssima palavra, mas é isso mesmo.

O filme é lindo e a trilha sonora uma delícia.

O off de abertura me encantou:

“Meu livro infantil favorito é sobre um pequeno príncipe que veio para a

Terra de um asteroide distante. Ele encontra um piloto cujo avião caiu num deserto.

O Pequeno Príncipe ensina ao piloto muitas coisas, mas principalmente sobre o amor.

Meu pai sempre me disse que eu era o pequeno príncipe, mas depois de conhecer Adam eu entendi que, na verdade, eu era o piloto”. (Adam)

No meu caso não sei se sou o príncipe, o piloto, a rosa, a raposa ou algum outro personagem. Acho que assumimos diferentes papéis em relação às vidas que cruzam o nosso caminho. Me refiro àquelas pessoas que realmente fazem a diferença ainda que permaneçam por muito ou por pouco tempo conosco.

2 comentários:

Jéssica disse...

Oi !
Gostei do seu blog. Segue o meu ?
http://xxx-memories-xxx.blogspot.com/
Ficarei feliz em ver você lá no meu cantinho.

Obrigada pela atenção, Beijoos !

For Girls disse...

oi tô seguindo seu blog segue o meu também,obs:gostei do seu blog
http://wwwforgirlscom.blogspot.com/