sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Aventuras Literárias


El sueño de Xelá (Alexandre Honrado/ ilustrações de Marta Torrão)

Assim como Alice em seu País das Maravilhas, Miguel descobre um mundo mágico

Miguel é uma criança que não gosta de ler. Passa o tempo entretido com seus brinquedos, mas as letras não despertam o seu interesse. Essa situação pode mudar depois de uma tarde atípica ao lado do seu avô.

Após uma conversa com seu avô e o encontro com o ponto final de um livro especial, Miguel é transportado para uma terra mágica onde encontrará pássaros-palhaço, tigres com rabos de guarda-chuva e banheiras falantes com patas de leão, além do Xelá do título, que o guiará pelos novos caminhos. O lugar se mostra diferente da sua realidade e apresenta muitos outros seres e situações inusitadas. É nesse mundo que Miguel participará de grandes aventuras.

O livro é escrito de maneira simples e envolvente. Através da ação pretende-se mostrar às crianças que ler é importante, além de ser uma ótima maneira de viajar e vivenciar grandes emoções.

El sueño de Xelá também aborda o medo e a força que cada pessoa (não importa o tamanho ou a idade) carrega dentro de si para derrotar qualquer temor. “Guerreiro sem armas” é a expressão utilizada nessa história porque para vencer os mais diversos medos não se necessita de mais nada além de você mesmo (a).

As mensagens são passadas dentro do enredo de maneira bem integrada, sem soar piegas ou forçado.

As ilustrações de Marta Torrão são simples e remontam à imaginação infantil. São traços capazes de provocar a identificação por parte das crianças uma vez que poderiam ter sido fruto direto da imaginação delas.

O cuidado estético do livro também merece destaque. A edição é muito bem elaborada.

Não chega a ser marcante como o passeio da Alice de Lewis Carrol. Não é tão original e extremo. Nem os personagens, nem as situações ou mesmo o ambiente são tão inusitados e inovadores. No entanto, El sueño de Xelá apresenta uma história bem amarrada, esteticamente interessante, bonita e com as doses certas entre mensagem e ação. Uma ótima leitura.

Para ler mais sobre o livro basta acessar o site da editora OQO.

De lá: "O livro e a leitura aparecem como possíveis pontes entre o sonho que precisamos e a realidade em que nos encontramos no dia a dia. No mundo imaginário tudo é possível, e o protagonista, que não gosta de ler nem de imaginar, irá descobrir o prazer da criatividade e da imaginação, a par da afectividade."

Agora? Feist.

Um comentário:

HSLO disse...

Boa dica...ok....vou conferir.

abraços