domingo, 27 de junho de 2010

Do estar só. Das letras e dos traços.


Entre as prateleiras do curso de espanhol me deparei com um tesouro inesperado. Um livro infantil extremamente delicado e comovente de tão bonito, Soledades (Texto: Neus Moscada. Ilustrações: Chiara Fatti). Acabamento, mensagem, ilustrações e texto. Tudo funciona perfeitamente em função de uma obra delicada e emocionante.

A obra trata da importância de estar só e de como coisas maravilhosas acontecem quando estamos em nossa própria companhia, mas ressalta também a importância de dividir o que se sente e o que se vive com quem se ama.

O texto é simples, direto e envolvente. A ilustração segue a linha das palavras e se apresenta simples, sem muito rebuscamento, encaixando-se no que se diz. Trabalha-se com sépia, além de alguns pontos coloridas no todo.

Ótimo livro. Fica a dica.

Das páginas:

“Hay ratitos en que me gusta estar sola porque solo estando sola leo las letras bailando en palavras que puedo tocar. Letras que hacen llorar o reír.”

“Hay ratitos en que me gusta estar sola porque solo estando sola saboreo la música y el silencio: Do Re Mi Fa Sol La Si Len Cio.”

“Hay ratitos en que me gusta estar sola porque solo estando sola oigo las gotas de agua que deciden el mejor instante para lanzarse desde las nubes.”

Agora? Tiê.

3 comentários:

Diu Mota disse...

Muitos livros infantis nos revelam um tesouro. Fica a dica, assim que melhorar o meu espanhol.

inté

CARLA ROCHA disse...

Lindo, lindo,lindo! Bela dica, belo blog! Parabéns! Semana de luz e paz!

CARLA ROCHA disse...

Lindo, lindo,lindo! Bela dica, belo blog! Parabéns! Semana de luz e paz!