quinta-feira, 1 de abril de 2010

Selma (Jutta Bauer)


Minha visita de hoje à livraria Saraiva me rendeu uma agradável surpresa. O livro infantil Selma. Que encontro feliz e emocionante.

O pequeno livro que cabe no bolso contém poucas, mas precisas palavras.

Selma é uma ovelha que passa seus dias vivendo uma rotina simples. Come, ensina pequenas ovelhas a falar, pratica esportes e conversas com amigos. Mas por mais incrível que pareça, quando questionada a respeito de ter mais tempo ou mais dinheiro Selma não manifesta interesse em alterar os seus dias. Talvez se prolongue mais em seus afazeres, mas mudar? Não. A felicidade chega assim, na simplicidade.

O livro é singelo e encantador. Direcionado às crianças, mas com a capacidade de encantar adultos. Selma mescla traços simples com as palavras certas.

Uma bela maneira de refletir sobre o que realmente importa e como a felicidade pode se manifestar de várias maneiras. Por vezes até inesperadas.

Fica a dica! Agora estou curiosa para ler outros livros seus como A Rainha das Cores, O Anjo da Guarda da Vovó e Mamãe Zangada.

Sábias palavras da autora:

“As histórias são como jarros. Elas oferecem uma forma, mas todos os leitores – pouco importa se novos ou velhos – os enchem com as suas próprias experiências e histórias pessoais”

Pequena biografia:

“Jutta Bauer - Ilustradora alemã nascida em 1955, em Hamburgo, onde vive até hoje com seu filho. Estudou na Escola Superior de Desenho de sua cidade, onde resolveu dedicar-se à ilustração para crianças e descobriu um modo delicado e bem-humorado de contar histórias. Seus desenhos e aquarelas foram comparados aos de Sempé, ilustrador da clássica série francesa Le Petit Nicolas. A autora já ilustrou textos de Kirsten Boie e Christine Nöstlinger. Jutta visitou o Brasil em 2006, quando participou do 8º Salão da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Entre outros prêmios, recebeu o Deutscher Jugendliteraturpreis de 2001 pelo livro Schreimutter. Além de publicar livros infantis, é cartunista, caricaturista e faz animações para a televisão.”



Agora? Bebel Gilberto.

Imagem.

Um comentário:

Diu Mota disse...

Mais do que nunca as crianças ( e muito mais os adultos) precisam de livros educativos. Deu vontade de folhear 'selma'.
inté