quarta-feira, 17 de março de 2010

Eu to cansado desta merda (Eddie)


Então estava com essa música na cabeça:


"Nego! Eu to cansado desta merda
da violência que desmede tudo
da minha liberdade clandestina
de ta no meio desta briga.

Chega! Da sempre esta se apertando
da ignorância insadecida
se esquivando de estatísticas...
a minha paz faz tempo ta querendo trégua
a minha paciência se atracou com ela.


Eita! que sangue pinga das noticias
vendidas como coisa bela
a merda já ta no pescoço
e a gente acostumou com ela...
nunca se sabe o que vai acontecer, nunca se sabe, pode acontecer.

Nego! A maquina acordou com fome
vem detonando tudo em sua frente
comendo carne, ferro e pano
bebendo sangue e gasolina.
A minha paz faz tempo ta querendo tregua
a minha paciência se atracou com ela...

Eita! Senteciado ao absurdo
De merda em merda emergindo
um dia afoga todo mundo
e assim acaba a caganeira.

-> "A minha paz faz tempo tá querendo trégua." Gosto muito dessa frase.

Agora? Juanes.

O problema de se fazer muitas coisas ao mesmo tempo: administrar as horas e afazeres do dia, mas a gente consegue. Aí postarei mais regularmente.

Tentativa de ontem: Tubarão. Mas minha mente parou de funcionar na metade do filme.

Um comentário:

Leca disse...

A frase é ótima mesmo...
porque é real...
a minha
paz também quer trégua
Beijo
Leca