quinta-feira, 1 de outubro de 2009

As Meninas (Lygia Fagundes Telles) - Final.


Então eu finalmente concluí a leitura de ‘As Meninas’ (Lygia Fagundes Telles) no começo da semana, mas infelizmente não consegui entrar de fato na história. Não pelo livro em si, mas pela falta de tempo que resultou em uma leitura fragmentada, o que é sempre ruim. Principalmente quando se trata de uma obra interessante como essa.
O livro se passa na época da ditadura no Brasil e acompanha o cotidiano de três jovens estudantes universitárias que moram em um pensionato de freiras:
Lião, filha de um ex-nazista alemão e uma baiana, é uma militante de esquerda completamente envolvida com suas causas e ideais. Luta contra a ditadura opressora em favor da liberdade.
Lorena é uma jovem rica, carinhosa, recatada e cuidadosa, mas que parece viver em um mundo à parte. Envolve-se em tudo que a rodeia por gostar e se preocupar com as amigas, mas está sempre voltada para o seu mundo interior. Completa-se com seus livros, poesias e músicas e nutre uma paixão complicada por um homem mais velho.
Já Ana é uma moça lindíssima envolvida com drogas. Pensa de uma maneira, mas age de outra e normalmente não consegue encaixar as duas coisas: a vontade e a ação.
As três mulheres são amigas, embora tenham personalidades completamente diferentes e Lygia Fagundes Teles nos leva a acompanhar a cabeça e o coração de cada uma de acordo com suas próprias visões. O mais interessante desse livro é a maneira como a narrativa é construída. Cada capítulo representa o pensamento das personagens e a autora passa de um para ou outro e também da primeira para a terceira pessoa de maneira fluida, dinâmica e competente. Cada página apresenta, de fato, o pensamento das meninas. Sem uma lógica explícita ou uma pontuação gramaticalmente correta. A linha de raciocínio começa e termina sem uma determinação prévia, assim como acontece na vida.
Definitivamente uma leitura para ser revisitada. Não apenas por ser boa, mas também pela minha falta de tempo que prejudicou esse primeiro contato.

2 comentários:

JÚLIA disse...

Muito legal a historia!
Aposto que todos tambem vao achar
beijinhoooo

HSLO disse...

Hum....parece ser bom, viu.

abraços


Hugo