quarta-feira, 23 de maio de 2012

Tudo isso

Todas as palavras se tornam vazias. E o silêncio corta fundo.
A solidão acompanhada é a mais difícil.
Complicado também é encarar toneladas de lembranças, de carinhos e de lembretes que, agora, estão revestidos de arrependimentos e tristezas.
Não existe gaveta tão funda que comporte tudo isso.

5 comentários:

Anônimo disse...

Palavras vazias! Nem tanto assim. Alguem ouvirá com maior atenção! Aí então o silênco enfraquece e a companhia afastará os pensamentos.

Novos conceitos e valores deixarão as lembranças em album novo como decoração de esperanças em mural como quadro em arte pura do existir.

Smareis disse...

Lindo e maravilhoso.
Realmente por vezes as gavetas não consegue suportar tudo isso.

Adorei o seu blog.
Vou seguir pra voltar novamente.

Grande abraço!

Anônimo disse...

Gostou do pitaco ... são originados nas terras potiguares onde tens origens paternas.

Gostaria de ler mais postagens no Transformando, Misturando e Triturando. Seu estilo em síntese nos deixa reflexivos.

Mel Santos disse...

Não gavetas que suportem a dor de uma saudade...Não cabe o vazio que outro nos deixa...

Um beijo,boa tarde!

Anônimo disse...

Leitor das terras potiguares

Um mes e 11 dias sem post, pensei até que não mais acreditava nas palavras, sentimentos e talento. Mas, felizmente o silêncio incomoda a todos, inclusive, não amordaça, nem nada acrescenta à aqueles que o adotam por pouco tempo ou por experiência. Na verdade ele retoma dando mais conteudo e imaginação ao verbo solto e reflexivo.

Lembranças são guardadas em cofres, lembretes em murais e o carinho que seja permanente quando recíproco ou substituidos por consentimentos dos fortes sentimentos.

Arrepender-se significa superar a tristeza, apostando novas fichas no que acreditamos, deixando assim as gavetas sem puxadores com o fundo frágil a dar cumpim.