segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Da memória


Apesar da minha lista de livros por ler, passei na biblioteca da faculdade essa semana e saí de lá com alguns títulos a mais. Entre eles estava A noite escura e mais eu (Lygia Fagundes Telles), o qual estou terminando.

Como de costume, a linguagem e o estilo da escritora me fascinam.

Como se trata de um livro antigo (a edição é de 1995) da biblioteca, há algumas marcas do tempo e também das mãos que manusearam tais páginas. Dentre essas marcas um destaque chamou a minha atenção. Em um parágrafo marcante havia uma frase sublinhada. O texto e, especialmente, o trecho em questão mexeu muito comigo. Não resisti:

"Acendo outro cigarro e respondo ao cumprimento do alegre casal de velhos que vem retornando do seu passeio pela alameda, andam pelo cemitério como se estivessem num bosque. Leio a advertência no maço, Fumar É Prejudicial à Saúde. Mais prejudicial do que o cigarro é a memória, digo baixinho para o velho que lançou um olhar reprovador ao meu cigarro. A memória e os seus detalhes." (Lygia Fagundes Teelles - A noite escura e mais eu, pág. 180)

Foto tirada por mim.

Um comentário:

emi disse...

Mexeu comigo também. Obrigada por partilhares :)