quarta-feira, 2 de junho de 2010

Do Contrário da insônia


Então ontem eu fui assistir (ou seria tentar?) a O Escritor Fantasma, novo filme de Roman Rolanski. A sessão teve início às 21h20 e, bom, aparentemente esse horário não é para mim. Meio que apaguei em um determinado momento da projeção. Como faz?

Há algum tempo atrás tive esse problema com uma certa freqüência. Insistia em ver filmes em sessões mais tarde (únicos que poderia encaixar na agenda diária) e dormia. Não durmo de verdade, mas não consigo escutar nem me concentrar e é como se eu não estivesse lá. Há um certo tempo isso não acontecia mais. Até ontem.

O pior é que isso não quer dizer que o filme seja ruim. Na verdade eu posso estar adorando o enredo, mas não consigo controlar. Sério, isso é um problema. Ontem, por exemplo, eu estava gostando do que estava vendo e quando faltava cerca de meia hora – meia hora! – para terminar o filme eu, simplesmente não consegui mais. Perdi todo o desfecho da história.

Péssimo.

Hoje pretendo me arriscar novamente. Dessa vez numa sessão às 20h50. O Segredo dos seus olhos. Será que consigo?

E, sim, agora preciso ver O Escritor Fantasma novamente. Assim que o filme terminou me contaram o final, mas não é a mesma coisa.

Imagem.

Agora? Trilha sonora de Coração Louco.

Um comentário:

Gabrielly disse...

Olá amo conferir Blogs, refiz o meu faz pouco tempo,amei seu blog, me siga tbm http://gabriellyrosa.blogspot.com/